Hospital Estadual Alberto Rassi
Acesso à informação Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(13/09/2021) HGG realiza I Encontro de Residências Multiprofissionais

Com o tema ´´Farmacologia aplicada à equipe multiprofissional´´, encontro reuniu 27 residentes

O Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG reuniu 27 participantes no I Encontro de Residências Multiprofissionais na última quinta-feira, 9 de setembro. O encontro teve como tema a "Farmacologia aplicada à equipe multiprofissional", com apresentação do farmacêutico do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG), Renato Martins. "Saber que estou ajudando na formação desses residentes como outros me ajudaram anteriormente é muito gratificante. O HGG está de parabéns, não só pela formação dos residentes, mas pela integração entre outros programas das unidades", destaca.

Segundo a gerente de Educação Continuada do HGG, Wagna Teixeira, a realização do evento surgiu da necessidade de levar temas importantes da endocrinologia para outras especialidades dos outros hospitais. Ela explica que hoje cada hospital tem um programa de residência muito particular e que o encontro permite essa troca de conhecimentos entre todos os programas. "Quando a gente faz essa integração, isso vai auxiliá-los na percepção da importância de outros temas dentro da especialidade dele, porque o paciente é um todo".

Wagna destaca que a farmacologia foi o primeiro tema, abordando a administração de medicamentos via sonda, medicamentos de alto risco, entre outros, e que nas próximas edições a intenção é de trazer temas comuns. "Assuntos que dentro do HGG já são trabalhados devido à nossa área de concentração, mas que para outras unidades são importantes devido às demais especialidades como trauma, urgência e emergência", afirma.

Rebeca dos Santos Lima, fonoaudióloga do HC, parabenizou pelo evento e destacou que o conteúdo da aula foi muito importante para seu crescimento acadêmico. "Eu achei gratificante, quebra essa rotina de apenas aulas virtuais. É muito prazeroso estar com outros profissionais. Como eu atuo na UTI com pacientes críticos e muitos utilizam esses tipos de drogas, saber como funciona o medicamento é importante, porque impacta nas minhas atividades diárias", afirma.

Para a fonoaudióloga do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), Larissa Guedes, o encontro foi muito bom e frutuoso. "Nós, da fonoaudiologia, não tínhamos vivenciado nada da farmacologia aplicada à fono, e eu senti que foi algo bem específico, não só para fonoaudiologia, mas todos puderam absorver alguma coisa", pontua.

Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.