Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(28/01/2019) Clássicos do sertanejo raiz emocionam pacientes no HGG

Dyogo e Deluca estiveram na unidade nesta quinta-feira, 24 de janeiro

Era possível ouvir o som do violão e das vozes marcantes em todos os cantos do hospital, desde a recepção central até o quinto andar da unidade. O motivo do som? Mais um Sarau do HGG, que acontece semanalmente para pacientes, acompanhantes e colaboradores. Nesta quinta-feira, 24 de janeiro, quem participou voluntariamente do projeto foi a dupla Dyogo e Deluca. O quarto andar ficou lotado, e o público fez questão de registrar o momento, fazendo fotos e vídeos.

Foi o caso da paciente Vera Lúcia, internada para realizar uma cirurgia no ouvido. A técnica em eletrotécnica internou no mesmo dia do Sarau, e aproveitou para divulgar o show nas suas redes sociais. Cantando juntamente com os músicos, ela elogiou o projeto. “Eu gostei muito, achei bem interessante. O ambiente fica animado, e nós podemos nos divertir um pouco”, disse.

Entre os clássicos escolhidos pela dupla estão “Decida”, de Milionário e José Rico, “Brigas”, de Chrystian e Ralf e “Ainda ontem chorei de saudade”, de João Mineiro e Marciano. O aposentado Florindo Machado, que tem 95 anos, encheu os olhos de lágrimas quando Deluca se aproximou, agachou e cantou para ele. “Nossa senhora, é bom demais”, disse emocionado. A filha dele, a pastora Ilza Lobo agradeceu o carinho. “Meu pai está internado para tratar problemas no pulmão e hoje gostou muito de participar do Sarau. É muito importante esse tipo de projeto, parabéns ao HGG”.

Cantando em voz alta todas as músicas, o aposentado Evaldo Batista sentou na segunda fileira de cadeiras. A cada acorde do violão, ele soltava a voz grave e iniciava a canção juntamente com a dupla. Ele está internado há sete dias e se recupera após passar por uma cirurgia de fístula. “Sou goiano do pé rachado, não tem como não adorar o sertanejo raiz. Eu já tive depressão e esse tipo de iniciativa ajuda a dar mais ânimo para nós que estamos internados”, declarou.

A pedido de um acompanhante, a dupla foi até a ala de Cuidados Paliativos cantar para um paciente. Emocionados, ao final da apresentação os músicos agradeceram o convite. “Foi excelente, saber que nós estamos contribuindo para trazer um pouco de alegria para os pacientes não tem preço”, declarou Deluca. “A gente se sente bem em estar aqui, não preparamos o show, nós fomos cantando à medida que os pacientes foram pedindo. Estamos muito felizes e esperamos voltar mais vezes”, disse Dyogo.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.