Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(25/10/2018) HGG promove ciclo de palestras sobre prevenção e fatores de risco do câncer de mama

Em uma programação especial da campanha Outubro Rosa, usuários, colaboradores e profissionais da saúde recebem orientações no Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) e no auditório da unidade

O Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG promoveu nesta segunda-feira, 23 de outubro, uma série de palestras para usuários, colaboradores e profissionais da saúde sobre a importância da conscientização do câncer de mama. O ciclo de palestras compõe as ações da campanha Outubro Rosa do HGG.

A primeira palestra, ministrada pelo cirurgião e residente da unidade Sandro Batista, foi direcionada aos usuários do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA). O tema abordado foi “Obesidade e o Câncer de Mama”. O profissional esclareceu as dúvidas dos participantes e orientou sobre as causas da obesidade e sua influência no câncer de mama. “Parece repetitivo, mas é muito importante manter sempre uma alimentação equilibrada e praticar atividade física para afastar do risco de doenças como a obesidade, que influencia, e muito, no desenvolvimento de células cancerosas em nosso organismo”, alertou.

Mais tarde, no auditório do 5º andar do HGG, profissionais da saúde e colaboradores acompanharam a palestra da psicóloga do Programa de Cirurgia e Controle da Obesidade (PCCO), Marília Chaves, sobre Aspectos Psicossociais no Tratamento de Câncer de Mama e, em seguida, o médico geneticista Ricardo Henrique Barbosa, responsável pelo Ambulatório de Doenças Raras do HGG, que tratou sobre os aspectos genéticos da doença.

Marília Chaves explicou que o profissional da área de psicologia é fundamental para o paciente que tem o diagnóstico da doença, principalmente porque auxilia no controle da ansiedade, angústia e até depressão. “O psicólogo é fundamental na hora de estudar as formas de enfrentamento da doença. O câncer ainda traz consigo o rótulo, o estigma de uma doença muito dolorosa, causando um certo desespero e despertando sentimentos de angústia e tristeza. É preciso buscar formas de enfrentamento”, disse a médica e, na sequência, sugeriu “o apoio familiar é a chave para o fortalecimento do paciente”.

Já o geneticista Ricardo Henrique Barbosa elucidou sobre os aspectos genéticos do câncer de mama e as formas de prevenção da doença. “É claro que o aspecto genético é um fator de risco, mas sabendo dessa disposição para a doença, o indivíduo pode burlar uma possível aparição cuidando da alimentação, praticando atividade física e fazendo os exames de prevenção”, destacou.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.