Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(30/11/2017) Palestra ressalta uso de preservativo para a prevenção do HIV e demais DSTs

Com o tema Aids: o que é e como prevenir, a palestrante explicou a diferença do HIV e da Aids, distribuiu preservativos e destacou a importância do uso e do exame regular

Em celebração ao Dia Mundial de Combate à Aids, lembrado no dia 1 de dezembro, a coordenadora de DST/Aids da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás, Milca de Freitas Queiroz Prado, ministrou palestra nesta quarta-feira, 28 de novembro, aos pacientes do Ambulatório de Medicina Avançada (AMA) do HGG.

Com o tema Aids: o que é e como prevenir, a palestrante começou explicando a diferença de estar contaminado com o vírus HIV e ter Aids, que já é a manifestação do vírus no corpo que já se debilitou pelo ataque ao seu sistema imunológico. O vírus que ataca as células do sistema imunológico, destruindo os glóbulos brancos, chamados linfócitos, responsáveis pela defesa do nosso organismo. Sem eles o organismo é incapaz de defender-se de doenças oportunistas, explicou a coordenadora.

Na oportunidade, foram distribuídos preservativos masculinos e femininos e lubrificantes e destacada a importância do seu uso, já que a camisinha previne não apenas do vírus HIV e de uma gravidez indesejada, mas de diversas Doenças Sexualmente Transmíssiveis (DSTs), entre elas a sífilis, a gonorreia, herpes e HPV, entre outras. “Apesar de todo o trabalho que o governo faz, tanto federal, quanto estadual e os municípios, em campanhas para o uso do preservativo, nós ainda temos uma taxa pequena de pessoas que fazem uso regular”, contou.

Milca lembrou ainda que as DSTs têm se disseminado com mais incidência entre jovens e público da terceira idade, estes principalmente por acreditarem ser desnecessário o uso do preservativo já que não há mais o risco de uma gestação. “É sempre importante falarmos da prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, e como estamos na véspera de comemorarmos o Dia Mundial de Luta contra a Aids, temos feito muitas ações no sentido de alertar a população para a importância da prevenção e do uso do preservativo e de ainda procurar uma unidade de saúde e fazer o teste sorológico”, alertou Milca, ressaltando a importância do alerta, pois apesar do HIV hoje, em função da evolução da indústria farmacêutica, ter controle através do tratamento, que proporciona uma boa qualidade de vida ao paciente, ele ainda é uma doença que não tem cura e a prevenção ainda é a melhor saída.

Um assunto ainda tabu e que ainda gera constrangimento de grande parte do público, poucas foram as perguntas ao final do conteúdo apresentado. Contudo, a lavradora Nilza Candida, de 52 anos, achou a palestra interessante e aproveitou a oportunidade para fazer uma pergunta sobre Herpes, problema que tem acometido o seu irmão. “Tem pessoas que não gostam de se abrir e se envergonham em perguntar, mas temos que perder o medo e fazer a pergunta para poder receber o conhecimento”, comentou.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.