Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(25/09/2017) Victor Castro emociona pacientes no Sarau do HGG

Músico se apresentou nesta quinta-feira, 21 de setembro, e encantou pacientes, acompanhantes e colaboradores com apresentação acústica de pop rock e MPB

"Calma, tudo está em calma". Assim como os versos de Paulinho Moska, a calma ecoou pelos corredores do Hospital Alberto Rassi - HGG durante a apresentação de Victor Castro no Sarau desta quinta-feira, 21 de setembro. Pacientes, acompanhantes e colaboradores assistiram a apresentação do músico, que cantou e tocou grandes sucessos do pop rock nacional e da MPB no formato acústico.

Victor começou a sua apresentação com o clássico "Como Uma Onda", de Lulu Santos, e, a partir daí, foi um hit atrás do outro, com canções de grandes artistas, como Zeca Baleiro, Legião Urbana, Zé Ramalho e Almir Sater. A prioridade, de acordo com o cantor, era levar ao público músicas com mensagens positivas para ajudar a levantar o astral dos pacientes. E os pacientes entraram no clima e entoaram, juntos, os versos de "Mais uma vez", de Renato Russo, com a certeza de que, como diz a música, "quem acredita sempre alcança".

A emoção também tomou conta da apresentação quando Victor contou sua história de vida, os problemas pelos quais passou e como a música o ajudou a superá-los. "A música me ajudou muito a passar por tudo. Ela me transporta para outros lugares, me afasta dos meus males, e acredito que é assim com todo mundo. Por isso estou aqui, pra trazer um pouco de alegria pra todos. Espero que todos se recuperem logo, porque tem um mundo inteiro lá fora esperando por vocês", disse.

A paciente Pollyanne Nunes assistiu o Sarau, cantou todas as músicas e ainda teve seu pedido atendido, quando o músico cantou "Hallelujah". Ela está internada para uma cirurgia e disse o Sarau a acalmou da ansiedade que estava com relação ao procedimento. "Foi muito bom, a apresentação dele foi ótima. Agora volto pro quarto mais alegre, disposta e mais leve para encarar a cirurgia", afirmou.

Já para Ana Maria Dias Lopes, de 16 anos, o Sarau foi uma espécie de comemoração, já que ela estava na expectativa de alta depois de uma semana internada no HGG e outros 67 dias em outros três hospitais para tratamento de crises epiléticas e mitocondriopatia. Ela, que pediu pela música "Menino da porteira" e foi atendida, estava animada ao fim da apresentação. "Foi maravilhoso! Fiquei até mais aliviada e gostei muito porque ele cantou a música que eu pedi", disse. Sua mãe, Adriana Elias, elogiou o cantor. "Ele canta muito bem! Podia cantar aqui todo dia", disse.

Victor agradeceu pela oportunidade de cantar no Sarau e, ao final, ainda fez um desafio aos pacientes: ficar uma semana sem dizer palavras negativas. "Acredito que elas nos adoecem de verdade. Vamos tentar ser mais positivos, enxergar as situações da vida com outros olhos", disse. Na saideira, um clássico dos Titãs, pra lembrar a todos que "é preciso saber viver".


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.