Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(11/05/2017) HGG passa a emitir certidão de óbito por meio de sistema online

Colaboradores da Central Humanizada de Internação, responsáveis pela operação do sistema, passaram por treinamento para operar o Sisob

O Hospital Alberto Rassi - HGG implantou o Sistema de Óbito (Sisob) Online, que está em operação desde esta quinta-feira, 4 de maio. O sistema foi desenvolvido pela Corregedoria-Geral da Justiça de Goiás (CGJGO), com o objetivo de proporcionar maior conforto às famílias que perderam entes queridos, tornando ágil, acessível e menos burocrático os serviços registrais que envolvem os procedimentos relativos a expedição da certidão de óbito.

O diretor administrativo do HGG, Alessandro Purcino, explica que os colaboradores da Central Humanizada de Internação (CHI) serão os responsáveis pela operação do Sisob Online. "Para isso, todos passaram por treinamento na CGJGO do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) e outro online, que simulava declarações de óbitos para ambientação do sistema", afirma.

Para implantação do sistema, o HGG fez adaptações na estrutura da CHI. Um guichê para atendimento, com linha telefônica, impressora e scanner foram disponibilizados exclusivamente para o Sisob. Purcino explica ainda que as declarações são impressas em papel moeda, emitido pelo próprio cartório, para garantir a segurança da documentação. O atendimento do Sisob no HGG funciona de segunda à sexta-feira, em horário comercial, e sábado, até o meio-dia, conforme o horário de funcionamento da maioria dos cartórios.

Para o diretor administrativo do HGG, a implantação do Sistema de Óbito Online é mais um fator importante da humanização do atendimento no hospital, pois proporciona celeridade na burocracia em um momento de fragilidade como a perda de um ente querido. "O Sisob evita que o declarante do óbito do paciente, em meio ao transtorno e impacto da notícia, fique perambulando pela cidade. Será um serviço de grande utilidade, especialmente para pessoas que vêm do interior e não conhecem a cidade, não sabem ao certo aonde ir, além da população de baixa renda, já que toda a emissão dos documentos é gratuita. É um processo ágil e simples, que beneficia a população", ressaltou.

Exceção
No caso em que a opção da família for pela cremação, o registro de óbito não será feito por meio do Sisob. "Por orientação dos cartórios e do próprio Tribunal de Justiça, o declarante deverá ir pessoalmente requerer a documentação necessária", explica Alessandro.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.