Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(11/05/2017) Pacientes do HGG interagem com caixa reveladora em palestra sobre higienização das mãos

Evento aconteceu nesta quarta-feira, 10 de maio, no Ambulatório do hospital

Os pacientes que aguardavam por suas consultas no Hospital Alberto Rassi-HGG nesta quarta-feira, 10 de maio, se surpreenderam ao se depararem com uma “caixa reveladora de bactérias” em pleno Ambulatório, onde também aconteceu a palestra em alusão ao Dia Mundial de Higienização das mãos. Para falar sobre o tema, o HGG convidou a infectologista e coordenadora da Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH) da unidade, Andrea Spadeto e a enfermeira gerente de Educação Continuada, Fabrícia Cândida.

Para participar da ação com a caixa, o paciente utilizava um produto que torna, em luz negra, os microorganismos visíveis a olho nu. Depois disso, eram convidados a lavar as mãos como costumam e posteriormente, olharem através da caixa a quantidade de bactérias que ainda ficam presentes.

A médica fez questão de ressaltar, durante a palestra, a importância de se aprender a técnica correta para a higienização das mãos. “É necessário lavar as extremidades e dobras dos dedos, o punho, o dorso da mão e entre os dedos, sempre. A higienização das mãos previne em média 80% dos casos de infecção hospitalar, além de inúmeras contaminações de vírus”, pontuou explicando o passo-a-passo.

O pintor Alderico Silva, 62 anos, participou da atividade e depois de lavar as mãos, ficou assustado com a quantidade de bactérias que ainda restou. “Eu sempre higienizo minhas mãos várias vezes ao dia em casa. Até passo sabonete anti-bactérias! Por isso não esperava essa quantidade de sujeira. Eu estava lavando a mão da forma errada e agora preciso aprender mesmo, pois sou atento com isso”, contou.

Para a pequena Angélica Alves, de 11 anos, a experiência também foi reveladora. “Depois que eu lavei bem as mãos ainda ficou um pouquinho de sujeira. Mas antes, eu não lavava do jeito certo. Eu apenas passava água e esfregava uma mão na outra. Agora, vou começar a lavar as pontas dos dedos e as dobrinhas das mãos também”, observou.

Importância

Andrea reforçou a importância de se disseminar tal conhecimento à população por meio de eventos como o realizado no HGG. “Não podemos ficar com informação só dentro do hospital ou entre profissionais. As pessoas ficam interessadas também. Depois que veem que as técnicas de higienização que usam não estão adequadas querem melhorar. Isso é importante, porque auxilia muito na redução de contaminações de vírus e infecções, além do que, a população também nos ajuda a cobrar essas medidas preventivas da saúde pública”, salientou.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.