Hospital Alberto Rassi
Acesso à informação Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(17/11/2020) HGG realiza mutirão com 50 cirurgias durante o Novembro Azul

Além de procedimentos, live com chefe do Serviço de Urologia do hospital discutirá aspectos culturais e sociais da saúde masculina

Saúde é coisa de homem, sim! Para conscientizar a população masculina, muitas vezes avessa às questões relacionadas à saúde, é comemorado este mês o Novembro Azul, com uma série de ações ao redor do mundo. Em Goiás, o Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG promoverá um mutirão que contará com 50 cirurgias de retirada de próstata e de Ressecção Transuretral da próstata, para tratamento de hiperplasia. O objetivo é que se realize uma média de quatro cirurgias por dia até o fim do mês.
O chefe do Serviço de Urologia do HGG, Theo Rodrigues Costa, diz que, devido à suspensão das atividades devido à pandemia de Covid-19, cerca de cem pessoas estão na fila interna do HGG para a realização de cirurgias do tipo, fora os demais pacientes que chegam pela regulação da prefeitura de Goiânia. Antes da pandemia eram realizadas, em média, 15 cirurgias do tipo por mês no hospital. Ele lembra, no entanto, que a campanha não visa somente doenças ligadas à próstata. “Novembro Azul não é só para lembrar do câncer de próstata. É para lembrar da saúde do homem, que, de uma forma geral, é negligenciada pelo próprio homem. Ele acaba não procurando fazer check-up, esquecendo de tomar conta de sua saúde. Culturalmente somos doutrinados a pensar que somos onipotentes. E é justamente por pensar que é mais forte que se torna mais fraco, não tendo todos os cuidados que precisam para se manter saudável”, diz o médico.
Com base nisso e ainda dentro das celebrações do Novembro Azul, será realizada, no dia 17 de novembro, às 19 horas, uma live de Theo com a Coordenadora de Ciclos de Vida, na Gerência de Atenção Primária, da Superintendência de Atenção Integral à Saúde, SES Goiás, Fernanda Ramos Parreira. A live, cujo tema será “Aspectos Sociais e Culturais Relacionados ao Cuidado dos Homens”, estará disponível no canal do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), organização responsável pela administração do hospital, no Youtube. O urologista ressalta que é recomendado que homens comecem a fazer check-up geral aos 40 anos e, após os 45, converse com o urologista para saber qual a melhor estratégia para a prevenção do câncer de próstata.
O Novembro Azul
A ideia de se falar da saúde masculina em novembro surgiu na Austrália, em 2003, quando dois amigos, Travis Garone e Luke Slattery, criaram um movimento chamado Movember. Aproveitando a deixa de uma campanha criada para arrecadar dinheiro para tratamento de câncer de mama, eles copiaram a ideia e criaram o Movember, em que incentivavam os homens a deixarem crescer o bigode e cobrar 10 dólares de cada um deles. No primeiro ano, conseguiram adesão de 30 amigos, que perceberam a curiosidade que os bigodes despertavam nas pessoas, que questionavam o motivo deles deixarem os pelos no rosto e davam abertura para se discutir o assunto. A campanha cresceu e hoje está presente na Australia, Áustria, Bélgica, Canadá, República Tcheca, Dinamarca, França, Hong Kong, Alemanha, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Singapura, África do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos. No Brasil, o Novembro Azul surgiu em 2012 e se tornou uma data oficial do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para a saúde do homem.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.