Hospital Alberto Rassi
Acesso à informação Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(13/10/2020) HGG e Fundação Banco de Olhos realizam mutirão do diabetes no Cead

Ação irá realizar exame de retinografia em 500 pacientes durante o mês de outubro

O Hospital Estadual Alberto Rassi - HGG e a Fundação Banco de Olhos de Goiás (Fubog) realizam, durante o mês de outubro, um mutirão de exames de retinografia em usuários do Centro Estadual de Atenção ao Diabetes (Cead). Serão atendidos cerca de 500 pacientes que estão regulados e fazem acompanhamento na unidade do Governo de Goiás, e que farão, além do exame de retinografia, feito com um retinógrafo portátil disponibilizado pela Fubog, acompanhamento com a equipe multiprofissional de enfermagem, nutrição e fisioterapia.

Segundo a gerente do Cead, Cristina Pereira, os pacientes foram convidados para participar da ação por telefone, por onde foi feito o agendamento dos serviços oferecidos. "Devido ao momento de pandemia que estamos vivendo, foram tomados todos os cuidados necessários para que não aconteça nenhum tipo de aglomeração no Cead". Além disso, todos os pacientes são orientados a usar máscara, fazer a higienização das mãos assim que chegam na unidade e utilizar álcool em gel.

Já no primeiro dia do mutirão, Luzia de Fátima Esteves, de 59 anos, levantou cedo para chegar no horário marcado. Ela conta que já faz acompanhamento médico e multiprofissional desde 2018 no Cead. "Aproveito todos os atendimentos aqui: endocrinologista, psicólogo, podólogo, nutrição e fisioterapia, sempre muito bem atendida, e durante essa pandemia ainda fiz minhas consultas pelo celular", disse. A paciente também aproveitou a ação com exame de retinografia. "A gente que tem diabetes precisa sempre ficar atento aos cuidados com saúde."

Quem também aproveitou a ação no Cead logo cedo foi a paciente Josefa Daquidete, 75 anos. Convivendo com a doença desde os 48 anos de idade, Josefa perdeu a mobilidade e precisa de uma cadeira de rodas para se deslocar. "Comecei meu atendimento no HGG e depois me encaminharam para um endocrinologista aqui do Cead", pontua.

A diretora de enfermagem do HGG, Natalie Alves, explica que após a execução dos exames, que serão realizados até o dia 31 de outubro, os mesmo serão avaliados por um oftalmologista da Fubog de forma remota. "Após a realização desses laudos, os pacientes que apresentarem retinopatia grave serão chamados para uma ação na Fubog, onde passarão por atendimento multidisciplinar", explica.



Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.