Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(07/01/2020) Saúde na Praça realiza 7.255 atendimentos em 2019

Destaque foi edição realizada em 14 de março, quando 566 pessoas passaram pela tenda instalada na Praça Abrão Rassi

O Saúde na Praça realizou 7.255 atendimentos em 2019. A iniciativa é realizada pelo Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG e oferece atendimentos ligados à saúde para a população em geral. Com tendas instaladas na Praça Abrão Rassi, são disponibilizados serviços como aferição de pressão arterial, teste de glicemia, aconselhamento psicológico, fonoaudiólogo, de fisioterapia e nutrição. Outros serviços médicos são oferecidos de acordo com a temática da edição do projeto, que vai de saúde masculina a Doença de Parkinson.

Uma das edições que mais tiveram participantes foi a realizada no dia 14 de março, em parceria com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN). Com o tema Dia Mundial do Rim, foram realizados 566 atendimentos, entre testes rápidos de urina, aferição de pressão, cálculo de Índice de Massa Corpórea (IMC), testes de glicemia, e orientações com médicos nefrologistas, enfermeiros, psicólogos e nutricionistas. Uma das participantes foi a dona de casa Juliana Jara Nunes, que relatou que o marido gosta de temperos industrializados e ouviu as orientações dos especialistas e saiu com uma receita para mudança de hábito alimentar. "Eu já falei para ele que é veneno, mas ele não me escuta. Eu tento diminuir, mas é difícil. As nutricionistas deram a receita de um tempero com ervas e pouco sal. Vou utilizar em casa. Há algum tempo eu venho mudando meus hábitos diários evitando comer arroz, priorizando as verduras e também deixei de jantar, como apenas frutas à noite."

A nefrologista do HGG, Ivana Souza Nunes, explica que é importante que a população saiba que as principais doenças relacionadas aos problemas renais são hipertensão e diabetes. "Quando é feito o diagnóstico precoce, é possível prevenir as complicações da doença renal crônica e retardar a progressão da doença. Quando se descobre em estágio avançado, a pessoa pode precisar passar por tratamento com diálise, hemodiálise, ou até transplante renal."

Já a última edição do ano, realizada no dia 14 de março, foi em homenagem aos residentes que atuam no hospital. "Eu vi a tenda montada e vim mais uma vez para fazer o controle de glicemia, pressão. Eu vim na semana passada e estou vindo hoje. Muito bom o atendimento", disse Lucimar Geralda Vieira Mota.

Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.