Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Notícias

(12/04/2019) Ministro da Saúde e governador Ronaldo Caiado visitam Cead

Comitiva com governador Ronaldo Caiado, senador Jorge Kajuru e secretário de estado da Saúde, Ismael Alexandrino esteve no Centro Estadual de Atenção ao Diabetes na sexta-feira, 12 de abril

Na tarde desta sexta-feira, 12 de abril, o Centro Estadual de Atenção ao Diabetes (CEAD), unidade anexa ao Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG, recebeu a visita de uma comitiva composta pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o governador do Estado Ronaldo Caiado e o secretário de saúde, Ismael Alexandrino, acompanhado pelo senador Jorge Kajuru, dentre outras autoridades, com o objetivo de conhecer o Centro, que é considerado um projeto inédito no país.

Inaugurado em junho de 2018, o Cead proporciona acompanhamento integral aos pacientes, evitando que complicações decorrentes do diabetes não se agravem, melhorando a qualidade de vida do portador da doença.

O governador apresentou a unidade ao ministro e afirmou que está buscando alternativas para que a saúde em Goiás passe a priorizar o Diabetes, doença base atualmente responsável por 42% dos óbitos em todo o país.

“O Cead será um centro de referência não somente ambulatorial, mas também referência em cirurgias em diabéticos. Estamos buscando as melhores alternativas nesse momento. Diabetes é a causa morte da maioria dos casos, por isso, temos que ter um sistema nas nossas policlínicas do Estado de Goiás para que o Cead, que o senador Jorge Kajuru se empenhou para montar, se torne o Centro de referência para trazermos os pacientes mais graves para que sejam tratados tanto do ponto de vista ambulatorial, como do ponto de vista cirúrgico, considerando que os cirurgiões que estão aqui são referência em todo o país”, pontuou Caiado.

De acordo com o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, a ideia é levar o projeto do Cead para outras unidades do país. “A responsabilidade de vocês aqui em Goiás é fazer com que as pessoas se conscientizem que o Diabetes é uma doença crônica que tem controle, mas ainda não tem cura. Nossa ideia é fazer no país centros especializados inspirados no Cead de Goiás com podólogos, oftalmologistas, nutricionistas, ortopedistas, ou seja, centros multidisciplinares. Foi ótimo ver esse exemplo e tenho certeza que o tempero goiano aqui da terra do pequi vai servir de inspiração para todo o país”, destacou.

O senador Jorge Kajuru, idealizador do Cead, disse que o projeto foi a realização de um sonho pessoal. “Fiz questão de trazer o ministro aqui para conhecer de perto o Cead. Esse modelo pode ser seguido no Brasil inteiro e quero agradecer principalmente ao Idtech, organização social que administra o HGG e Cead, que cuidou disso aqui como se fosse um filho, assim como todos os profissionais que atuam na unidade”, finalizou.

Cead

Em nove meses de funcionamento, foram realizados 13.338 atendimentos a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), contabilizados até o mês de março. Apenas o Serviço de Endocrinologia realizou quase a metade deles, somando 5.549 atendimentos. Os pacientes do Cead contam com atendimento multidisciplinar, incluindo serviços de endocrinologia, oftalmologia, psicologia, fisioterapia, enfermagem, serviço social e nutrição. Entre as novidades, o Programa de Atenção ao Pé Diabético é um dos mais estruturados do Estado, e desde a inauguração do Cead passou a contar com o Serviço de Podologia, também único na rede pública de Goiás, que faz orientações preventivas e trata lesões decorrentes do Diabetes.

Outro diferencial do Centro é o Programa de Cirurgias Metabólicas, que entre junho de 2018 e março de 2019, realizou 27 cirurgias. Todo o tratamento ambulatorial acontece no Cead e as cirurgias são realizadas no HGG. A cirurgia metabólica pelo SUS é uma novidade no País, e tem o objetivo de devolver saúde e qualidade de vida aos portadores de diabetes, já que o procedimento tem a intenção de promover a remissão total da doença, com a suspensão do uso das medicações, inclusive da insulina.

A unidade também recebe os pacientes do Programa de Controle e Cirurgia da Obesidade (PCCO). Existente desde 1998 e reestruturado em 2013, o programa oferece equipe multidisciplinar aos pacientes inscritos, que recebem atendimento ambulatorial pré e pós-cirurgia bariátrica. O HGG é a única unidade habilitada com Serviço de Atenção à Obesidade no Estado de Goiás e em 2018 realizou 184 cirurgias bariátricas.


Fonte: IDTECH





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.