Hospital Alberto Rassi
Fale com a Ouvidoria Saiba como fazer parte da equipe do HGG Perguntas Frequentes Entre em contato com o HGG    




Ambulatório







Ambulatório de Medicina Avançada - AMA reúne 165 médicos de 22 diferentes especialidades, além do atendimento da equipe multiprofissional

O ambulatório do Hospital Estadual Alberto Rassi – HGG concentra um corpo clínico altamente qualificado, composto por expoentes da Medicina em Goiás. Por mês, o AMA recebe mais de 30 mil pessoas.

Humanização

Para humanizar o atendimento, o Idtech implantou um novo sistema de gestão das vagas de consultas e totens e painéis para emissão e controle eletrônicos de senhas, além de ampliar a equipe de acolhimento do paciente.Com a nova estrutura, foi instituído oficialmente o terceiro turno de atendimento, das 17 às 21 horas como proposta de atender mais e obter o melhor aproveitamento do espaço físico. A medida permite o incremento no número de consultas oferecidas em 30% (de 7300 para 9490, aproximadamente).

A área total do novo ambulatório é de 1,926 m² e as obras contemplaram as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (RDC 50) e traz a climatização total do ambiente. O custo da reforma ficou em R$ 2,740 milhões, incluindo móveis e equipamentos, sendo custeado com os repasses mensais previstos no contrato de gestão com a Secretaria de Estado da Saúde, sem termo aditivo de aporte extra de recurso financeiro.

A mudança

O Ambulatório do HGG era alvo de muitas reclamações dos usuários. O espaço, que nunca havia passado por uma reforma, tinha as pinturas descascadas, poucos assentos, quente e abafado o que deixava a espera por consulta mais angustiante. Os recepcionistas conversavam com o usuário através de um vidro, o que dificultava o entendimento das pessoas idosas, que é a maioria do público atendido. O acesso era feito somente após uma triagem na guarita, e os usuários escolhiam entre a rampa ou escada para o acesso.

Essa realidade, finalmente chegou ao fim. O acesso dos usuários já pode ser feito por dois elevadores adaptados para pessoas com necessidades especiais. Na recepção, os usuários serão atendidos inicialmente por agentes “Conte Comigo”. Os guichês de confirmação de consultas serão humanizados e o usuário poderá falar com o atendente sentado, sem nenhuma barreira de vidro.

Além de mais moderno, o AMA conta com painéis de obras de arte na recepção, que transmitem mais alegria ao ambiente. As cores adotadas pela arquiteta Tereza Cristina Del Papa, responsável pela obra, também vai ao encontro da proposta de humanização. A profissional criou ainda um novo local para os acompanhantes dos usuários: a área de convivência. Externa ao ambulatório, ela será um lugar de interação entre as pessoas com uma bela paisagem jardineira.

Fonte: IDTECH / HGG








GALERIA DE IMAGENS DO CONTEÚDO:





Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.